Caminho das missões e as ações de integração do Mercosul turístico

0
48
views

No longínquo 26 de março de 1991, na cidade de Assunção, Paraguai, os membros fundadores do MERCOSUL sonhavam em um mercado comum – os signatários do Tratado de Assunção constituíram o instrumento fundacional que estabeleceu um modelo de integração profunda, com objetivos centrais de conformação de um mercado com livre circulação interna de bens, serviços e fatores produtivos. No turismo muitas tentativas de integração ocorreram junto a RET – Reunião Especializada em Turismo do MERCOSUL, porém passos efetivos somente agora começam a serem dados.

O Caminho das Missões é uma experiência de caminhadas e ciclo turismo que completou dezessete anos no lado brasileiro entre São Borja e Santo Ângelo. A internacionalização que estava sonhada desde o início das ações, começou do lado da Argentina, onde ocorreram duas caminhadas experimentais, a primeira em outubro de 2017 e outra em fevereiro de 2018. O itinerário no lado argentino começa na Redução de Córpus Christi /San Ignácio Mini e atinge a costa brasileira em San Javier/Porto Xavier, onde continua até São Nicolau e depois pelas antigas estradas já experimentadas até Santo Ângelo.

Para unir todas as Missões, em 19 de Agosto de 2018 se lançou as caminhadas experimentais do Paraguai, na cidade de San Ignácio Guazú, primeira Redução Jesuítico-Guarani dos 30 Povos e já no dia seguinte, dia 20, iniciou-se a caminhada que seguiu até à Santa Maria de Fé. Assim diariamente andaram o conjunto dos municípios que compõe o roteiro: Santa Rosa de Lima, San Patrício, Santiago Apóstolo, Ayolas, San Cosme Y San Damián, Cel. Bogado, Fran, La Paz, Jesús de Tavarangüé, Santísima Trinidad e Boa Vista – último momento dentro do Paraguai, passando pelo rio Paraná a Corpus Christi – Argentina. Foram percorridos 295 Km em 12 dias. No 13° dia de caminhada, 01/09/18, Sábado, andaram 20 km de Corpus Christi a San Ignácio Mini, onde uniram definitivamente esta experimental ao Caminho das Missões já experimentado dentro da Argentina que se une ao caminho dentro do Brasil.

A Operadora brasileira ‘Caminho das Missões’ conta com a parceria no Paraguai da Organização ‘Ruta Jesuítica’ e da Agência de turismo ‘La Mision’. Todo o roteiro conta com guias e condutores especializados. Os caminhantes receberam amuleto especial feito pelos índios guarani, certificado de participante, transporte de mochilas, carro de apoio, pernoites com café da manhã, alimentações, frutas durante a trilha, ingressos de visitações aos sítios arqueológicos e camiseta especial da caminhada.

Olga Fischer, Presidente da Ruta Jesuítica e Secretária de Turismo do Departamento de Itapúa, parceira e apoiadora da extensão do Caminho das Missões dentro do Paraguai diz que “Todos estão muito contentes, as pessoas ficaram maravilhadas, primeiro por que não conhecem o Paraguai, sua gastronomia, produção, paisagem, as imagens missioneiras, o patrimônio cultural mundial, tudo é uma surpresa, contrário ao que se diz na imprensa brasileira, há boa segurança e se encontraram com um país de irmãos”. Romaldo Melher um dos sócios da empresa Caminho das Missões e guia da caminhada disse que “o roteiro no seu trajeto percorrido superou as expectativas, desde a alimentação e hospedagem até os atrativos vistos, especialmente o envolvimento dos parceiros e das comunidades locais”.

Marta Benatti, sócia da Operadora e condutora dos caminhantes analisa que “Com a finalização da primeira caminhada experimental do Paraguai a Nação Missioneira, a ‘Terra sem Males’ se une definitivamente como produto turístico, que é o conjunto dos atrativos históricos e culturais dos 30 Povos das Missões distribuídos no território limítrofe do Brasil, Argentina e Paraguai. Agora o MERCOSUL tem um produto integrado a ser mostrado ao mercado mundial”.

A peregrina Maria Morimitsu de São Paulo, caminhante experimentada mundialmente afirma que “Desde o primeiro dia senti o calor humano na caminhada, pessoas com amor ao receber. O conjunto dos caminhantes se uniu em um grupo com gente de muitos locais do Brasil e países vizinhos. Senti muitas alegrias no decorrer de todos os dias que caminhamos”.

Em sequencia as ações de extensão do caminho no Paraguai, de 22 de outubro a 3 de novembro de 2018 ocorrerá a segunda caminhada experimental. Momento em que se fixará definitivamente o roteiro nos Departamentos de Misiones e Itapúa do país vizinho e se disponibilizará ao mercado então o Caminho das Missões Internacional com cerca de 800 km em 30 dias de caminhada.

Fonte: José Roberto de Oliveira