Dia Estadual do Patrimônio Cultural será comemorado no terceiro final de semana de agosto em todo o RS

Nos dias 17 e 18 de agosto, o Rio Grande do Sul vai celebrar, pela primeira vez, o Dia Estadual do Patrimônio Cultural. Em alusão à data, a Secretaria da Cultura (Sedac) propôs aos municípios, instituições e coletivos governamentais e não governamentais, que desenvolvessem atividades culturais.

A data foi criada por meio do decreto nº 54.608, de 25 de abril deste ano, e institui o Dia Estadual do Patrimônio Cultural e sua celebração no terceiro final de semana de agosto. Em âmbito nacional, o Dia do Patrimônio Cultural é comemorado em 17 de agosto – nascimento de Rodrigo Melo Franco de Andrade, fundador do IPHAN e diretor da instituição por 30 anos.

Mais de 60 municípios gaúchos já aderiram à programação. Diariamente, novos municípios se somam às atividades que vão de visitação guiada a prédios históricos e manifestações artísticas, passando por oficinas e ações de educação patrimonial. A programação completa está disponível no site da secretaria. Um mapa interativo detalha o que vai acontecer nas cidades parceiras.

São Miguel das Missões e Santo Ângelo contarão com programação especial para o Dia Estadual do Patrimônio Cultural, em breve divulgaremos a programação completa.

Para o assessor especial de Memória e Patrimônio da Sedac, Eduardo Hahn, festejar o patrimônio cultural é festejar a própria existência da sociedade que o produziu. “É um ato de celebração de sua identidade cultural e de valorização de sua própria existência. O Dia do Patrimônio é chamamento a toda sociedade e serve como símbolo a esta atitude de autorreconhecimento e aceitação”, destaca.

A secretária da Cultura, Beatriz Araujo, está animada com a adesão dos municípios e instituições: “Certa vez me perguntaram que marca eu gostaria de deixar na cultura do Estado. Eu respondi que o Dia do Patrimônio. Nossa ideia é abrir o Palácio Piratini para as pessoas; permitir que elas possam se reconhecer em espaços do nosso patrimônio cultural”.

Palácio Piratini

A sede do governo gaúcho estará aberta no dia 17 de agosto para visitas guiadas. No mesmo dia, o governador Eduardo Leite assina o Decreto de Regulamentação do Registro de Bens Culturais Imateriais do Estado, de acordo com a lei 13.678, alterada pela lei 14.155. Na sequência, a secretária Beatriz Araujo assina a portaria de tombamento da matriz do antigo Banco Pelotense (localizada no centro de Pelotas) e de outras três filiais do banco, situadas em Cachoeira do Sul, Rio Grande e Santana do Livramento. A partir deste ato, essas sedes passam a fazer parte do patrimônio cultural do Estado, somando um conjunto de quatro edificações tombadas.

Texto: Rafael Varela/Ascom Sedac
Edição: Secom

Fonte: Portal do Estado do Rio Grande do Sul