Projeto que reconhece Espetáculo Som e Luz é aprovado na Assembleia

0
232
views

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa aprovou, na sessão desta terça-feira (08), o projeto de lei do deputado Eduardo Loureiro (PDT), que reconhece o Espetáculo Som e Luz, em São Miguel das Missões, como manifestação de relevante interesse cultural para os gaúchos. A proposta, que vai agora para sanção ou veto do governador José Ivo Sartori, também prevê que o festival integre o calendário oficial de eventos do Rio Grande do Sul.

O Espetáculo Som e Luz foi criado em outubro de 1978 pelo governo do Estado, sendo o mais antigo, no seu gênero, sem interrupção no Brasil. O espetáculo conta o passado missioneiro pelo cenário das Missões durante os séculos XVII e XVIII, mostrando a Saga dos Jesuítas e Índios Guaranis, e a destruição dos 7 Povos das Missões. A apresentação diária, com duração de 48 minutos, é realizada ao anoitecer, em frente à Igreja do Sítio Arqueológico São Miguel Arcanjo, declarado pela Unesco o único Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade do Sul do Brasil.

“Trata-se de um dos principais atrativos do turismo missioneiro na região”, argumenta o autor do projeto, Eduardo Loureiro, realçando o valor cultural do evento não só para os escolares, que representaram 30% dos 72.500 visitantes das Ruínas de São Miguel em 2015, mas também por pertencer ao Circuito Internacional Integrado das Missões Jesuíticas dos Guaranis, declarado pela Unesco como uma das quatro rotas de turismo cultural internacional mais importantes do mundo.

Yngrid Lessa – MTE 17606 | PDT – 17:36-08/11/2016 – Foto: Marcelo Bertani

Fonte: Assembléia Legislativa RS