Construção do Plano Missões 2030 será debatida dia 5

No dia 5 de dezembro, às 8 horas, no Centro Municipal de Cultura, estará sendo realizada a apresentação dos conceitos de construção do Plano Missões 2030. A iniciativa tem apoio do Governo Municipal de Santo Ângelo, através da Secretaria Municipal do Turismo e Zona de Inovação Criativa (Zissan), Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado do Rio Grande do Sul e da Associação dos Municípios das Missões (AMM) – Fundação Missões (Funmissões). Na oportunidade também será apresentado o Programa RS + Turismo.
Na quinta-feira (21), foi realizada uma reunião para tratar da programação. Esse encontro reuniu o secretário municipal de Turismo, Vando Ribeiro de Souza; Helenice Reis, coordenadora do Programa Inova Santo Ângelo; Cláudio Amaral, coordenador da Secretaria de Indústria e Comércio de Santo Ângelo; Izabel Ribas, assessora de imprensa da AMM; Francisco Medeiros, presidente do Conselho Municipal de Turismo e Jonas Almeida, coordenador da Secretaria de Turismo.
No dia 5, estarão presentes o coordenador geral do Plano Missões 2030, Álvaro Theisen e Alexandre Romando, representante da Secretaria de Turismo do Estado.
A ideia é pensar o turismo nas Missões para os próximos dez anos, a partir do entendimento que a história Jesuítica-Guarani possui um potencial muito grande, contudo precisa ser desenvolvida para se tornar um atrativo que possa ser incluído nos principais roteiros nacionais.
O workshop do dia 5 faz parte de um conjunto de três eventos que visa proporcionar a participação das comunidades locais na definição das ações que serão realizadas nos próximos dez anos para desenvolver o turismo com o tema Missões Jesuítico-Guarani. O primeiro evento será em Santo Ângelo, o segundo em São Luiz Gonzaga e o terceiro em Porto Alegre.
De acordo com os organizadores, este é um processo de construção coletiva que visa coletar todos os pontos de vista objetivando a construção de um plano robusto contemplando ações em todas as áreas possíveis e demandadas pela comunidade, assim como o comprometimento das comunidades locais para que tenhamos um resultado consistente, duradouro e que ajude no desenvolvimento regional.
O objetivo é documentar todas as iniciativas relacionadas ao desenvolvimento do turismo cultural e que já foram manifestadas pela comunidade local como possíveis oportunidades a ser desenvolvidas e que resultariam em atrativos para os turistas. A captação destas ideias e a sistematização e organização das mesmas sob a forma de projetos individuais permitirá que a comunidade possa visualizar todas as iniciativas identificadas e definirmos uma forma de trabalhar cooperativamente para que estas ideias se transformem em realidade. A ideia é agrupar as ideias que hoje estão isoladas e não formatadas em projetos e avaliar a possibilidade de implementação e o seu impacto no turismo da região. O que se deseja é alinhar os vetores e transformar em realidade o que hoje pode ser apenas um sonho de um empreendedor individual.

Texto: Hogue Dorneles
Foto: Divulgação

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Santo Ângelo