Desafio pode acelerar a integração da oferta turística em Municípios

Desafio pode acelerar a integração da oferta turística em Municípios

9 de abril de 2021 Off Por admin

Acelerar a integração turística do Caminho dos Jesuítas da América do Sul e amparar ações de retomada das atividades turísticas na região. Este é um dos objetivos do desafio Smart Challenge. A estratégia de integração regional baseia-se no desenvolvimento do corredor turístico jesuítico, que inclui 55 sítios do patrimônio jesuítico, dos quais 19 são declarados Patrimônio Mundial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).A ação teve início no dia 25 de março e é promovida pelo Ministério do Turismo brasileiro e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com apoio da Organização Mundial do Turismo (OMT), além de autoridades de turismo de outros quatro países que integram o caminho – Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai. Para o desafio foram destinados US$ 500 mil para a estruturação turística do roteiro multidestino.As inscrições encontram-se abertas. Podem participar empresas que propuserem soluções inovadoras que se relacionem com os sete desafios de integração propostos: logístico/administrativos, de desenho da oferta turística, de marketing, de gestão turística, de captação de investimentos público-privados, de coordenação intersetorial e empresarial e de reativação turística pós-pandemia.

Participantes

Os candidatos ao Smart Challenge podem ser empresas de qualquer setor ou atividade, em fase de crescimento, legalmente constituídas em pelo menos um dos cinco países que integram o Caminho dos Jesuítas – Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai. Além disso, devem ter uma proposta inovadora para acelerar a integração da oferta turística do Caminho.Os vencedores participam do Programa de Aceleração Empresarial com uma duração de 12 semanas. Os ganhadores também recebem apoio técnico especializado para fortalecer o desempenho de seus projetos, incluindo aceleração comercial, validação de planos de viabilidade, atividades de fortalecimento e coaching, identificação de oportunidades de escalabilidade, networking com empresas e investidores.A área técnica de Turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) estimula práticas inovadoras que fomentem a integração regional desta rota turística. O Caminho dos Jesuítas da América do Sul é uma das principais rotas turísticas sul-americanas no Brasil. O roteiro é composto por 26 Municípios do Rio Grande do Sul e engloba as ruínas de São Miguel das Missões, que foram declaradas em 1983 como sítios do Patrimônio Mundial Cultural pela Unesco.